Estruturas

As atividades de Operação e Manutenção da Usina Hidrelétrica Barra Grande são realizadas pela BAESA. As ações relacionadas ao Meio Ambiente é responsabilidade da CSC (Central de Serviços Compartilhados).

Para cumprir as tarefas de Operação e Manutenção, a BAESA conta com uma equipe técnica especializada, formada por engenheiros, técnicos em operação e manutenção. As atividades de Meio Ambiente são coordenadas pela equipe da CSC, juntamente com o trabalho de empresas terceirizadas.

Legendas

1- Barragem:

É a estrutura que se destina à obstrução do rio Pelotas e à consequente formação do reservatório. Tem 185 metros de altura e 665 metros de extensão.

2- Tomada d' água:

É a estrutura destinada a captar a água do reservatório e direcioná-la para os Condutos Forçados, que são estruturas com a função de conduzir a água captada até a caixa espiral, a fim de girar o eixo das turbinas e gerar energia.

3- Túneis de desvio:

São as primeiras estruturas construídas. O objetivo é desviar as águas do rio Pelotas de seu leito natural, possibilitando a construção da barragem e as demais estruturas da Usina. São dois túneis de desvio, cada um com cerca de 900 metros de comprimento e 17 metros de altura.

4- Casa de Força:

É a estrutura que abriga as turbinas, geradores e demais equipamentos e sistemas do complexo de geração de energia. São três Unidades de Geração, cada uma com potência instalada de 230 MW.

5- Vertedouro:

É a estrutura que tem a função de controlar o nível da água do reservatório. Para isso, o Vertedouro conta com seis comportas, cada uma com 15 metros de largura e 20,98 metros de altura. Elas são abertas sempre que é necessário liberar o excesso de água do reservatório. A vazão máxima equivale a 100 vezes a vazão média do rio Pelotas.